Semana do meio ambiente: como cultivar suculentas

Em comemoração ao meio ambiente, demos de presente uma planta “suculenta para nossos clientes que reservaram as caçambas esta semana.

As suculentas são plantas que acumulam água em suas folhas, elas são originárias de locais áridos, assim como os cactos. Por isso a principal característica dessa espécie é ter as folhas e caules bem gordinhos e é daí que vem o nome “suculenta”.

O formato das folhas é o que vai definir a quantidade de sol que ela precisa. Folhas separadas ou com um comprimento fora do comum significa que a sua planta precisa de mais luz. Uma suculenta saudável é aquela que tem as folhas sempre bem juntinhas umas
das outras.

1. A escolha do vaso

Para ter uma planta saudável e que dure muitos anos é importante escolher um vaso furado para facilitar o escoamento da água de cada rega. Água em excesso vai
matar a sua planta.

2. Rega

De maneira geral, as suculentas pedem poucas regas, você pode seguir um padrão simples: no verão regue uma vez por semana e no inverno de uma a duas vezes por mês. Antes de regar confira se a terra está seca. Se estiver úmida, não regue. Atenção, excesso de água é morte certa para a sua plantinha, tenha cuidado!

3. Luminosidade

Suculentas preferem o sol da manhã e a maioria delas precisa de iluminação direta. Se você mora em apartamento ou em algum local que tenha pouca incidência de luz, procure deixar as plantas em janelas, sacadas ou qualquer local onde ela consiga receber o máximo de luminosidade possível. Luz é vida para as suculentas, portanto elas não vão sobreviver em locais como banheiros, estantes e prateleiras internas.

4. Adubos

É importante adicionar nutrientes às suas plantas regularmente, o período ideal no caso das suculentas é de 3 em 3 meses. Você pode comprar adubos específicos em lojas especializadas como húmus de minhoca ou outro composto orgânico, ou o Forth Cactos.
Outra opção é usar casca de ovo triturada no liquidificador, o cálcio vai deixar as folhas e caules mais resistentes.

5. Substratos

Substrato é basicamente a terra onde você vai plantar a sua suculenta. Elas se adaptam melhor quando você usa terra adubada misturada com areia de construção lavada. A terra deve ser leve, sem torrões para facilitar a drenagem.

6. Mudas

Essa plantinha é muito fácil de “pegar”, portanto se você quer fazer novos vasos basta criar uma espécie de berçário para novas mudas a partir de folhas soltas fincadas na terra. Não demora muito para cada folhinha criar raízes e se transformar numa nova muda prontinha para ornamentar um novo arranjo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.